domingo, agosto 10, 2008

arrastão na ilha

arrastão na ilha






Aquarela monocromática de Domingos Fossari, hoje posto este trabalho porque no Brasil é comemorado o dai dos pais, e a memória o traz vibrante e doce,capaz de eternizar estes momentos dos pescadores da Ilha de Santa Catarina, atavés da sua arte.

Aliás hoje é um domingo especial vejamos no Brasil dia dos pais, na Argentina dia das Crianças.Deveeraim todos os dias serem um dia, de celebrar a vida em condições equitativas das condições sociais, amorosas de oportunidades de aflorar sempre o melhor de cada ser humano.

as obras dele estão sendo postadas no blog:

www.fossaripintor.blogspot.com



.

7 comentários:

marlio disse...

parabens pelo pai que vc teve

CARMEN L. FOSSARI disse...

Márlio

Agradeço,e nas rimas da vida, tenho que cunmprimentar os teus filhos pelo pai Escritor que têm, lírico e satírico , poeta e audaz.
Beijim carmen

joão m. jacinto & poemas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
joão m. jacinto & poemas disse...

Belíssimo!
Encantou-me este Fossari, a preto e branco! Homens lutando à beira-mar com as redes e pela sobrevivência. A criança olhando o mar e o seu futuro!
O cão atento, amigo fiel!
As aves desenhando o céu com a espera do que resta da faina dos homens do mar.

Magnífico!

bj,

joão m. jacinto

CARMEN L. FOSSARI disse...

Decifras
como um enigma
Revelas o que ao vermos
se nos basta,
Nasce da pintura
novo quadro
sendo o mesmo
Uma imagem ao fio da pele
do poeta,que rompe o mar
vara a palavra
e beija a vida.

Obrigada Menino do Montijo

bj

carmen

joão m. jacinto & poemas disse...

Sem palavras,
para tais palavras!

Um sincero agradecimento!

bj,

jmj

joão m. jacinto & poemas disse...

Destino…


Fui tão feliz,
enquanto iludido de criança!
Mas em todas as idades,
senti-me forçado a crescer.
Estou agradecido
de tudo o decorrido
e por tanto me saber!
Sigo o destino
que me vai sendo desvendado,
não o corrompo,
nem me iludo
que o (re)crio.

Estou um homenzinho!

joão m. jacinto


Agradeço a sua visita e os belos poemas!

Tudo de bom para si e poesia!

bj,

jj