sexta-feira, novembro 08, 2019

Evoé , ou Pablo por Carmen



Evoé
          ou
                Pablo por Carmen

Carmen Fossari

Quando lancei meu segundo livro de poesias Lua Palavra Nua , pedi ao Dramaturgo e músico  Romário Borelli ( Teatro  de Arena SP)  que o prefaciasse, pois que num texto belíssimo , recordou que conheceu- me quando eu com 17 anos  participei das atividades de criação do primeiro teatro de Arena em SC.com o grupo TECA, dirigido,por Sérgio Lino.

Romário em  sua análise literária invocou a  minha incessante produção no teatro e  lembrei desse texto ao vir escrever sobre um jovem, ex aluno , queridíssimo amigo   Pablo - que passado anos , também  com seus 17 anos veio fazer curso de teatro na  Oficina Permanente de Teatro OPT, que coordeno junto ao Departamento Artístico Cultural DAC  , Secarte/UFSC.

Daquele momento do jovem Pablo me vem à mente  seus olhos brilhantes  e muito profundo olhar com um ar de inquirir, refletir absorver e apropriar acompanhado de um  largo sorriso que tanto podia ser de concordância ou ao contrário revelador de um outro ponto de vista.

Um aluno que ao  fim  do primeiro semestre começou a involucrar-se com o teatro .Inicialmente dividido entre seu  ímpeto contra as margens que a arte vai traçando , passados 3 meses  já  estava tocado pelo território  do teatro e ao fim do primeiro ano , eu já identificara  que o Pablo era/ é  um ser do teatro , e nesse caso tal como eu fui e sou,  desde muito jovem , pertencemos  ao universo que o teatro rege .

No segundo ano de OPT  , pulsando determinação e talento Pablo Fernando  conquistou o marcante papel de Lula , um jovem revolucionário no  texto de Dias Gomes ,A Invasão :, que fez temporada no Teatro Álvaro de Carvalho. Em tempo, o personagem Lula  era uma ficção,  ganhou uma visceralidade do seu intérprete que tatuou-se em arte nas  tábuas  mágicas  , como assim se referiu Lope de Veja  ao palco.

Pablo Fernando, o menino da Trindade  foi em busca da sua história , criou companhia , viajou países como ator junto com o colega Fão , e foi estudar , universidade , mestrado isso já radicado em Portugal.Passou a ministrar cursos em diversos países.

Pablo na entrada da EVOÉ , foto de Carmen. Lisboa


Pablo como na tradição da Comédia Dell Arte , incorpora ao seu nome , o nome da escola de atores que criou  em Lisboa , a Evoé. E Pablo passa a se auto denominar Pablo Evoé , nada mais teatral  e uno :criador e criatura!
Especialista  em Teatro Físico, Pablo  ministra cursos  em diversos países, e já retornou à OPT , agora na qualidade de professo .A Evoé integra a Rede Internacional de Escola de Atores . 

          








A EVOÉ  NO BAIRRO ALFAMA







A Alfama é em Lisboa o coração da cultura  que sedimentou novos reinos, mescla de culturas ,tem  uma
Igreja medieval e muitas construções seiscentistas .
A Alfama é mais que um bairro histórico , um ícone
Arquitetônico  vivo , as paredes de suas construções, as ruas de  topografia  lindamente  díspares, as  vielas, tudo ali respira à história humana de séculos, quem imaginaria nesse cenário “ teatral” tão cheio de história criar ali uma escola para atores. Quase que um teatro dentro do teatro humano, sim o teatro conduz  tantos pontos narrativos da experiência humana amalgamada na cultura.

Finalmente a vida traçou um reencontro com o Pablo, agora
 Pablo Evoé e também do Pablo Fernando.
O aluno , o ator , o professor , o empreendedor e todos amalgamados num homem ímpar , embora possa ainda o ver como o Pablo quase menino.Reencontrei o Pablo maduro , sereno , focado , artista, Don Quixote em plena Alfama, e ali as geografias se mesclam, Trindade bairro a sedimentação de valores humanos, amor à natureza , à liberdade, à justiça .Rua das Canastras, pura magia secular com uma escola para atores, da maior qualidade  , comprometida , plural , proporcionando um aprendizado 
 conjugando arte e o exercício da cidadania.

Adentrei na Escola Evoé, acompanhada de Pablo, tudo mágico, disfarcei meus olhos mareados por tanto amor ao teatro, pelas conquistas de Pablo , por sua história tão linda, por seu moinho de vento em plena Alfama.



Maravilhosa trajetória Pablo Evoé, muito feliz por esse 
Reencontro .E agora me dirijo diretamente à Pablo  mesmo estando eu na  Trindade a trabalhar e tu na Alfama lisboeta    penso que  via arte sempre estivemos muito próxim@s .

Penso que é o momento de que a Ilha te celebre Pablo Fernando ,  pelo que te tornastes, pelo que fazes, por tua obra tão imprescindível ao teatro em todas as geografias!
Pablo Evoé!!!
Pablito!!!


Carmen


Confecção de Máscaras  pelos Alunos da Evoé





DESENHO DE PABLO , ESTUDO PARA CONFECÇÃO DE MÁSCARA








                   MÁSCARA CONFECCIONADA POR PABLO


 













AS INSTALAÇÕES DA EVOÉ











CAMARIM













PABLO EMOCIONANDO COM SUAS PALAVRAS TÃO SENSÍVEIS










ALUNOS DA EVOÉ, PABLO EVOÉ  E CARMEN FOSSARI , LISBOA




                                         PARTE DO ACÊRVO DA EVOÉ





                                 MOMENTO  MÁGICO






EM 2011 NA TRINDADE  ALUNOS DA OPT/.UFSC , PABLO PROFESSOR  E CARMEN FOSSARI  







              

quinta-feira, setembro 19, 2019

FOTOS ALGÉM SABE QUEM É QUEM?





No Festival Isnard Azeved
o FFC:
  SESSÃO MALDITA  

                                                                                    TEATRO UFSC 
                                             Domingo 22 /Segunda 23 a MEIA NOITE                                                         24hs.

Alguém sabe  quem é quem? 
                        Com Pesquisa Teatro Novo
                                   Texto de Sérgio Meurer
                          Direção Carmen Fossari
Elenco:
Adriano de Brito : Gerard
Marcos Willerding(WMarcão) : Geraldo
Beth Nogueira : Zilá
Marlete Duarte : Moradora, Oralda, Alice e Lúcia             

                            (japonesa)
Arthur Folkovski  :Osmar,Camelô, 
Venezuelano

Muriel Martins :Moradora, Transeunte, 

                          Mãe, Portuguesa

Pedro Seolin : Morador, Vigia, Alemão,Italiano

Maurício Leão : Transeunte, Pedreiro, Camelô e Libanês

Todos  os personagens de nacionalidades outras são personagens imigrantes e ou refugiados 

Ficha Técnica:
Cenografia: Marcos Carioni
Cena filmada: Zeca Pires
Montagem de LuzLuciano Bueno de Oliveira
Música Original Violão: Caco Andara
Pesquisa: Grupo Pesquisa Teatro Novo (GPTN)
Figurino: Acervo GPTN
Maquiagem: Grupo Pesquisa Teatro Novo

Operadora de Audio Visual: Ivana FossariOperador de Som: Márcio Tessmann
Desenho de Luz, Trilha Sonora e Texturização das Imagens: Calu (Carmen L. Fossari)
Apoio de bastidores: Eugenia Reksua e Cristhofer Laurindo
Fotos Folder: Carmen Fossari 
Foto  dessa postagem : Inês Carmelita Lohn ( Escritora e Fotógrafa)
Agradecimentos: Departamento Artístico Cultural  DAC Secretaria de Cultura e Arte  UFSC

Produção e Direção: Carmen Fossari