domingo, dezembro 03, 2006

CARNAVAL

CARNAVAL
Máscaras estas
caras
euforia
temos o tempo agora
dizem
fevereiro de folia
riam
deito no leito
mesma a rua
sem rios
cem rios
a outra cheia de vazios
as ruas
Nuas e fantasias
arco íris

desembrulham o pacote da noite
barbante primeiro engolido
aguardente de verão
são passageiras
chuvasgozos
passageiros detras de umbrais
góticos
e catedrais subaquaticas
( estamos nesta ilha )
as outras águas mergulharam
nos raios que não mais vejo
umaluanua
um sol vizinho
horizontes que distanciam
outras cores envolvem
já nem sei
corpo meu
desembrulhando saudades

presa num cordão cheio de pontas
estrelas
ouço corações nas mãos
baterias
multidão uníssona
desejos inumeráveis
magia
momo rei serei vassala
sentir com
cheirar quem
tocar em
(então )
minhas as mãos
Amanhece .
das tuas ausentes
adormecem
de ti tão distantes
longe há cruzamentos e ruas
outras de outros dos outros


distâncias
outra instância
me carnavalizo em ti



carmen lucia fossari- santiago do chile , lembrando a ilha

9 comentários:

joão jacinto & poemas disse...

Visito este armazém, na esperança de encontrar palavras que me sirvam, frases que envolvam de alegria a alma...
Encontro-me de tudo e saio revestido de mim, recheado de encanto e de espanto,
como asas e pássaros,
colorido disfarce,
para o passeio da vida,
para o palco do meu carnaval.

É fácil gostar deste armazém!
É bom!

Parabéns, Carmen!

joão jacinto

joão jacinto & poemas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
joão jacinto & poemas disse...

Visito este armazém, na esperança de encontrar palavras que me sirvam, frases que envolvam de alegria a alma...
Encontro-me de tudo e saio revestido de mim, recheado de encanto e de espanto,
como asas e pássaros,
colorido disfarce,
para o passeio da vida,
para o palco do meu carnaval.

É fácil gostar deste armazém!
É bom!

Parabéns, Carmen!

joão jacinto

joão jacinto & poemas disse...

Visito este armazém, na esperança de encontrar palavras que me sirvam, frases que envolvam de alegria a alma...
Encontro-me de tudo e saio revestido de mim, recheado de encanto e de espanto,
como asas e pássaros,
colorido disfarce,
para o passeio da vida,
para o palco do meu carnaval.

É fácil gostar deste armazém!
É bom!

Parabéns, Carmen!

joão jacinto

joão jacinto & poemas disse...

Visito este armazém, na esperança de encontrar palavras que me sirvam, frases que envolvam de alegria a alma...
Encontro-me de tudo e saio revestido de mim, recheado de encanto e de espanto,
como asas e pássaros,
colorido disfarce,
para o passeio da vida,
para o palco do meu carnaval.

É fácil gostar deste armazém!
É bom!

Parabéns, Carmen!

joão jacinto

joão jacinto & poemas disse...

Visito este armazém, na esperança de encontrar palavras que me sirvam, frases que envolvam de alegria a alma...
Encontro-me de tudo e saio revestido de mim, recheado de encanto e de espanto,
como asas e pássaros,
colorido disfarce,
para o passeio da vida,
para o palco do meu carnaval.

É fácil gostar deste armazém!
É bom!

Parabéns, Carmen!

joão jacinto

joão jacinto & poemas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
joão jacinto & poemas disse...

Visito este armazém, na esperança de encontrar palavras que me sirvam, frases que envolvam de alegria a alma...
Encontro-me de tudo e saio revestido de mim, recheado de encanto e de espanto,
com asas e pássaros,
colorido disfarce,
livre das incertezas,
para o passeio da vida,
para o palco do meu carnaval.

É fácil gostar deste armazém!
É bom!

Parabéns, Carmen!

joão jacinto

carmen fossari disse...

...
Houvera tido um black -out, nas instalações deste armazém e noite passada, uma vaga luz adentrou, por entre as peças, e de claridade a tudo revestiu, saiu mais ficou a luz,da lua que ontem na ilha, cheia, rebatia em minha sala como prata,da luz que além mar adentrara
no meu armazém das veias de meu ser. Obrigada Poeta ,eterno e terno.