segunda-feira, fevereiro 09, 2009

Poema Singelo


Poema singelo

Carmen Fossari


Gosto das delicatessens
Hábitos pequenos para quem
É aversa ao hábito
De tudo que não se move
Bom dia, boa tarde, boa noite
Como está? Posso ajudar?
Ou obrigada, muito !
Quando a intensidade de agradecer
Está ao ápice
Quando há consideração
Na tecla justa da amizade
Abraços são ternos
Afetos um alimento
E se dá escrita fizer
Uso para escrever ou ler de outrem
Que nunca faltem os ditos carinhos
Abraço que não há braço que desabrace
Beijos, sincopadas palavras em bjs
Ou minha forma carmim de o dizer beijim.
A aresta de meus sentidos se oclusa
Sempre que a oclusão destas pequenas
Qualidades que se espera das amizades
Caiam ao vazio, e ganhe tons
Burocráticos de pequenas narrativas
Amorfas.
Metamoforseio asas, voando ao reino das delicatessens, que as quero.
p

4 comentários:

manzas disse...

No castelo
Das expressões,
Estas palavras
Sobrevoam
O mundo inteiro…
Acorrenta e entoam
Paz aos corações
E aqui
Ao lê-las…
Ficarei prisioneiro

Uma semana carregada
De saúde,
Paz…
E muito amor.

O eterno abraço…

-MANZAS-

CARMEN FOSSARI disse...

Moisés, agradecendo sua vinda ao Armazém das Palavra, fato que motivou ver seu blog e seus escritos, pois o que deixou no Armazém, foi de apraz leitura.
Sois um jovem escritor com uma forte
veia literária aonde certamente confluem seu sentido onirico de ver e viver a vida e o prazer da escrita. Parabéns

bjim carmen fossari

joão m. jacinto & poemas disse...

Existir e/ou essência;
fabricam-se gestos, ditos, frases, expressões,
mas sente-se, por vezes, no fundo da alma,
em silêncio, tudo o que transcende
o significado de qualquer palavra…

Olhar o espelho pela riqueza
da talha dourada, que o cerca,
é estar preso a outros olhares,
sem procurar a essência da imagem,
lá ao fundo no que se vê!…

João M. Jacinto



Parabéns, Carmen!
Belo poema!

João Jacinto & Poemas, chegou ao fim, mas haverá um sucessor.
Agradeço a sua colaboração no blogue ao longo deste período de existência,
Tudo o que foi escrito é certamente importante, mas a essência, o que se aprendeu com as palavras, com os sentimentos, com a vida… Ficará certamente como um bem sem preço, a preservar.

Grato por tudo!

Bjs,


joão m. jacinto

Renata (impermeável a) disse...

pequenos gestos com amigos....
ou pessoas em geral, faz parte da poesia cotidiana....



tenho 2 amigas... que me sinto a vontade em dizer...
eu te amo....


adoro dizer....