domingo, outubro 19, 2008

OUTUBRO VERMELHO


Outubro Vermelho

carmen lúcia fossari

...e sob o manto do
abraço
seus braços
ela viu aflorar
seus eus
uma menina
uma mulher
não sabia
nem do tempo, nem do espaço
nem da catedral de vidro
pequena, ecoando sons.
e chorou tão silente
que só ele ouviu,
quem sabe viu.
até que em pássaro
lábios pousou
sobre as gotas d.alma
que desciam de sua face
apenas o respirar profundo
teceu o grande mistério.

MMVIII

.

6 comentários:

joão m. jacinto & poemas disse...

Belo poema, Carmen!

bj,


jj

lucia amante disse...

oi Carmen

fiquei encantada com a singela e profunda beleza do poema!!!
bj

ivanafossari disse...

Carmen concordo com a Lucia, é um belo e singelo poema
bj

CARMEN L. FOSSARI disse...

Obrigada ao Poeta, por ler meus escritos,e deixar sua valiosa impressão . bjs
carmen

CARMEN L. FOSSARI disse...

Lucia Amante,
aluna e já colega na arte que inicia dos palcos, obrigada pela sensibilidade . beijim
carmen

CARMEN L. FOSSARI disse...

Ivana
obrigada por compreenderes alguns vértices de meu ser apezar de além de irmã ter te dirigido tantas vezes rsss. Os escritos são versados, a poesia as vezes é o enigma que assoma a vida num segundo.
beijim
Lúcia