quarta-feira, agosto 08, 2007



HOJE 9 DE AGOSTO , ANIVERSÁRIO DE 1 ANO DA COMUNIDADE DE POESIA JOÃO JACINTO, NO ORKUT, ENDEREÇO:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=18507182


João Jacinto, nasceu em Montijo, no dia 22 de Junho de 1959.

Em Dezembro de 2006 foi publicado o seu primeiro livro de poesia “(Re)cantos da Lua”, pela Magna Editora.
http://magna-editora.com/new-page.htm



Ilha do paraíso

Navego numa caravela de esperança,
sobre as ondas inquietas
de um mar ainda revolto.
Espero dar à costa numa ilha
ainda selvagem de vícios,
medos, sofrimento...
E viver comigo no paraíso,
sabendo (a)mar.

João jacinto


Visite o Blog "João Jacinto & Poemas"
http://joaojacintopoemas.blogspot.com

4 comentários:

joão jacinto & poemas disse...

Agradeço a homenagem a “João Jacinto & Poemas” e a sua participação ao longo deste ano na comunidade.


Abraços poema,

joão jacinto

carmen fossari disse...

MENINO DE MONTIJO

DESDE A SUA COMUNIDADE A ÁRVORE BELA DE TRONCOS E RAÍZES PROFUNDOS,AJUDARM AOS PÁSSAROS IREM SEMEANDO A PALAVRA POEMA, SOU-LHE INFINITAMENTE AGRADECIDA,POIS QUE ESTE ARMAZÉM,NASCE DA INSPIRAÇÃO VINDA DE SUA COMUNIDADE, DE SEU BLOG,E DEPOIS A SURPRESA SUPREMA DA COMUNIDADE E
EM TODO ESTE RIQUISSIMO UNIVERSO A TUA LUZ, QUE PERMANECE SEMPRE QUE ADENTRAs AO ARMAZÉM.
FICA O FRESCOR DA VIDA EM POESIA, A TUA PRESENÇA.
OBRIGADA E PARABÉNS INFINDO.
BJJ

Carmen

joão jacinto & poemas disse...

Os poemas...

Moro num pomar
de porta aberta,
de árvores de folha ternura,
de flores abertas na hora
de palavras e ventura.

Os poemas são seu verde,
os frutos são meus dias.

joão jacinto


Onde eu habitar, morará também a poesia!
Mesmo que não seja poeta,
saberei guardar na alma,
os poetas com alma.

Agradecido pela poesia de um ano, de uma vida!

bjs,

jj

carmen fossari disse...

JOÃO

SABES SER UM BÁLSAMO,AQUELE CAPAZ DE RESPLANDECER A NOITE E CLAREAR O DIA, EM MEIO O CAMINHO DE ASTROS , PEQUENAS PEDRAS,RASTROS DE ALGAS, FEIXES EM GRAVETOS DE COMPREENSÃO E TERNURA.ESTES FRICIONADOS NA PALAVRA, ESCULPEM
O SER QUE SEI, EM SENDO,VEJO -TE CLARIDADE E BRAÇOS REMOS.O MAR NASCIDO DE TI É VERDE, É POESIA E
LEIO-TE.
E JÁ SOU A LINHA DO HORIZONTE.
PERSPECTIVA ONDE MERGULHO AO MAR,QUE O CÉU DESCEU
AO BEIJO DOCE DAS GAIVOTAS
VIRO A PÁGINA DO POEMA
POEMAR NO POMAR
DAS VERMELHAS MAÇAS
QUE ORA BRINCAM
E UMA DELAS PENSA SER A LUA
DO AMANHECER. A LUA VERMELHA

.
Voce faz poesia de um comentário,e quando vejo, instiga-me a escrever, e se não a poesia Vossa, a captar sua cósmica energia
de poesia. OBRIGADA MENINO DE MONTIJO.
Parabéns
BJS

Carmen