quarta-feira, novembro 15, 2006

Longe

carmen fossari,

Sempre as palavras voltam
Deste vôo,longe
Tão próximo a mim
Eu de outras viagens
Sequer plaino
Torbelinos ao sul
Uma geada de estrelas
Fagulha este mar de marés
idas
como poderei olhar ao céu
aquela estrela cadente?
Meus pés borbulham
Aguas de ondas
Envolvenaguafria
Noutro giro o mar
Espraiana praia de minhalma
Minhas mãos concavas catam
Estas conchas de tantas marés
e tempos.
Ah! Areias e ventos
As asas molhadas detém
Meu estático e tão suave vôo
Só o silencio me fala
Ainda uma vez
Te escuto....

2 comentários:

Ana Paula Roque disse...

Lindo este poema Carmen!
Os outros poemas também,mas este me chamou mais a atenção!
Tudo de bom para vc amiga.
Beijinho
aPr

carmen fossari disse...

Obrigada querida amiga , poetisa e artista Plástica, nossa Adida Cultural luso brasileira, ´ma alegria a sua visita.