quinta-feira, junho 19, 2008

NOVE


O CICLO DOS NOVE DIAS

NOVE


CARMEN L. FOSSARI

EM NOVE DIAS ,UM DIA
UM DIA , TODA ALEGRIA
PORTAS FECHADAS
AO IDO
PARTIDO
NAS MÃOS
UM RAMO
DE FLORES
TERRA A VISTA
NASCERÁ O MENINO
O MENINO HOMEM
OUTRA VEZ NASCERÁ
ADULTO, LIBERTÁRIO
NO RIO QUE FLUI
AS AGUAS DE SER FELIZ

13 de junho 2008

2 comentários:

joão m. jacinto & poemas disse...

Novena dos afectos;
a fé aos céus
e o que retorna à Terra.
A luz
dos nove dias,
sete raios de energia,
cem vibrações de paz,
sem mal
que seja capaz
de magoar
a vida,
com a força
de duas vidas
e muita poesia.

Vivam os poetas!




Agradeço tanto, tudo!...

Abraços poemas,

jmj

CARMEN L. FOSSARI disse...

pOETAS E pOETISAS VIVEM MUNDOS
TODOS ELES, ENVOLTOS NUM PAPEL ETÉREO E SEMPRE EMBRULHADOS
NUMA FINA CAMADA DO OLHAR QUE SE TRANSMUTA, AS VEZES SOBRE OS MUNDOS UMA FITA DE CETIM TONAL, OUTONAL, OUTRAS UM BARBANTE DE CIZAL UM POUCO USADO e DE TANTO NELE SEREM PENDURADAS ESTRELAS SALTITANTES, O QUE NUNCA MUDA É A ESSENCIA ENTRE OS MUNDOS E O PAPEL
É A VERDADE QUE SÃO MUITAS, QUE NEM ELES SABEM APENAS VIVEM E SÃO FELIZES QUANDO DESCOBREM UMA TRILHA , APRA CAMINHAREM A MESMA ESTRADA QUE SENDO A MESMA JÁ É OUTRA...

João, amei seu poema comentário, fica o Armazém com todas as huelas, repleto de sol, com sua vinda,obrigada

bjs

carmen