segunda-feira, julho 02, 2007

VIAGEM AO OLHAR DE JOÃO JACINTO



VIAGEM AO OLHAR DE JOÃO JACINTO

POR Carmen Lúcia Fossari


NOS BARCOS DE PAPEL,
ENCONTREI O OLHAR,
NÃO REVELADO AO ESPELHO,
MIRAVA O VOLTEIO N.AGUA DE SEU
BARCO DE PALAVRAS,
E MERGULHAVA NAS ÁGUAS TODO UNIVERSO
OCLUSO NO OLHAR DE RESISTÊNCIA
DOS INQUEBRANTÁVEIS VIDROS
NASCIDOS AOS CAMINHOS DE PEDRAS
TRANLÚCIDOS PORÉM
LOGO OPACOS
CORTINAS DA ALMA
AGORA VISLUMBRAVAM AO NAVEGAR
O BARCO
O ARCO ÍRIS DOS OLHOS FUGIDIOS.

DEPOIS CHEGOU O SOL E SORRIU
OLHOU
OLHOS NOS OLHOS, ALÍ ESTAVAS
E EU TE VI.


MMVVII, II DE JULHO, INSPIRADA EM DOIS POEMAS DE JOÃO JACINTO BARCOS DE PAPEL E REFLEXOS NASCEU ESTE COMENTÁRIO, AO QUAL O MENINO DE MONTIJO CONSIDEROU POÉTICO,POR ISTO O NOME DO POEMA SERÁ VIAGEM AO OHAR DE JOÃO JACINTO

Carmen Lúcia Fossari

4 comentários:

joão jacinto & poemas disse...

Viagem ao olhar de...

Carmen

Este seu poema é belíssimo!
Ele vale por si!
Mesmo que tenha sido inspirado por outros olhares,
ele tem o seu olhar próprio,
liberto de qualquer imagem.

Parabéns!

bjs

jj




Espelho d`água


Afogo-me
num espelho d´água
onde seguro
navega o olhar.
Respirando
piso as ondas
que teimam
em me prender
pelos pés.

joão jacinto

carmen fossari disse...

Muito belo ESPELhO d.AGUA,
os versos jacinteanos nos tomam de surpresas, dizem desdizendo, desdizendo dizem, um estilo ÍMPAR, na poesia, apenas dado aos grandes poetas, como o Menino de Montijo.

Bjs

Carmen

joão jacinto & poemas disse...

Este poema é uma brincadeira.
Eu que gosto de pisar poças de água no Inverno, provocar ondulação quando chapinho com os sapatos e o movimento do andar e ver a minha imagem afogada; pés com pés…

bjs

joão jacinto & poemas disse...

Mas agradeço sempre as suas belas palavras, Carmen!
bjs,

jj