quinta-feira, outubro 26, 2006

PLANETA ILHA

AO SUL DOS VENTOS
DE ZHÉPHYRO
CONEXÃO TERRA
EIXO DO DESTINO
TINO DA PALAVRA
QUE LAVRA O UNIVERSO
NESTES VERSOS
TRANSLAÇÃO
DEPOIS O EQUINÓCIO
INVERNO
O LIVRO QUE NASCE
A RAIZ SUBMERGE
A´PONTA DA ESTRELA DE BELEM
TOCA AQUELA ARVORE
EM PROMESSA
SE CUMPRINDO
EIXOS DE CÉLULAS
CÓSMICAS
PULSANTES
ROTAÇÃO
OUTROS LIVROS
PONTEIROS MARCAM HORAS
MINUTOS, SEGUNDOS
O VENTO É A TORMENTA DO TEMPO
É O SILENCIO DE ESTAR
O SER A SE TORNAR OUTROS
APENAS A SÍLABA SILENCIADA
TE ANUNCIA,EIXO DO VERSO
REVERSO DOS MEUS SERES
QUE TE ENCONTRAM,
MENINO DO MONTIJO
NOS ASTROS ADULTO
O OLHO PERPASSA
CAMINHOS, A ALMA
SE MULTIPLICA
E A LUA PLENA
TE ABRAÇA NA ROTAÇÃO DE MEU SER.

EM 24/10
planeta terra,olhando marte.. de uma ilha no mesmo atlantico que nos envolve

2 comentários:

joão jacinto & poemas disse...

Lindo o seu poema. Ainda não tinha tido a fortuna de o ler. Perdeu-se por entre as páginas e o tempo. Mas o encontro deu-se e a ilha continua no horizonte, plantada no mar da felicidade e da poesia.
Parabéns, Carmen!
Milhões de estrelas, deste céu,

joão jacinto

rosane chonchol disse...

carmem, frossari
so aparecem italianos em minha vida
morei em Milano
meus primos sao Modiano - descendentes de Modigliani
aventureiros
brilhantes
belos e
guerreiros

Rosane Chonchol, amei tudo